9.2.10

Se prestar atenção é uma dança de movimentos de pegar ou largar, ir ou voltar, avançar ou recuar, partir ou ficar. Não é questão de vontade, é questão de sintonia, de sincronicidade, é questão de se achar fora de si, porque vontade é só uma coisa que dá e passa. Precisei dar essas voltas para entender esses movimentos e entender a parte de controle que me é conferida e a parte de descontrole permitido ou negado. Tem a vontade imediata de um prazer, de uma falta, e a vontade de uma vida, de sonhos tão antigos que ainda não mofaram com o tempo. Aprendi a confiar mais na minha percepção, a acreditar desacreditando e sabendo, a confiar com ou sem as mãos no fogo, eu sei do que me desafia e que nem sempre é hora de ser desafiada, às vezes eu só quero ser amada. Se prestar atenção é uma dança...

Um comentário:

Anônimo disse...

Tu é amada. Por todos teus questionamentos e tuas certezas.