27.10.09

O tempo tem sido meu amigo
Não posso reclamar
Ele tem me conduzido lentamente
E mesmo sentindo minha impaciência
Ele tem escolhido os melhores momentos

Por vezes, me sinto tão sábia
E o tempo me mostra que não
Outras, me sinto uma criança tola
E ele mostra que não há tolice na infância
Por vezes, quero correr
E ele me puxa os cabelos
Outras, estou quase parando
E ele traz novidades à minha janela

Oh, tempo
Não tenho do que reclamar
A única sacanagem sua
É que muito do que acontece
Só se reconhece
Quando virou passado

Nenhum comentário: