1.7.09

Amo tanto, tanto...

... E que me aperta o peito e me faz confessar

O que não tem mais jeito de dissimular

E que nem é direito ninguém recusar

Nenhum comentário: