19.1.09

Qualquer coisa que se diga quando se está com o coração quebrado não tem real valor. Ou talvez aí é que se diga a verdade que quase sempre está oculta. Eu não choro mais. Pelo contrário, há cada cinco minutos eu começo a rir, lembrando de detalhes da minha ingenuidade. A paixão é mesmo cega. E o que eu queria era impossível, eu queria encaixar duas peças de um quebra cabeça que não se pertenciam, que não eram nem sequer do mesmo desenho. Nesse fim de semana pensei bastante, e tive conversas esclarecedoras. No começo ouvi o que não queria, tive que pedir por favor pegue leve comigo, não vê que estou quebrada, não me quebre ainda mais. Eu sei que eu escolho errado, fico me enganando, me iludindo, cultivo amores platônicos que não chegam a lugar algum. Eu sei de tudo isso. Então eu disse eu não quero mais errar e ouvi uma frase que não me sai da cabeça. Não tenha medo de errar, erre o quanto for necessário, mais importante do que não errar é aprender com os erros, porque a vida é para isso.

Nenhum comentário: